Por que tanto cansaço?

Publicado em 20 de agosto de 2007, segunda-feira.

O primeiro passo é fazer um pequeno levantamento das coisas que podem ser responsáveis para seu esgotamento. A fadiga pode ter uma variedade de causas do estilo de vida, inclusive:

Falta de sono

Ter uma hora a menos de sono do que você precisa a cada noite pode deixá-lo com sono e incapaz de cuidar da sua rotina diária. Você pode não ir para a cama cedo o suficiente. Ou, mais provável, você vai para a cama, mas não dorme bem. Conforme você vai ficando mais velho, fica mais difícil de ter um sono ininterrupto. Você não dorme tão profundamente. Você desperta mais cedo.

Stress e ansiedade

Se você fica correndo de uma tarefa para outra, sem um intervalo, isso com certeza vai esgotá-lo. Levar uma vida ansiosa e no limite pode fazer você não relaxar e descansar o quanto precisa.

Inatividade

Você está muito cansado para fazer exercícios, então não faz. Mas aí, quando tem que se esforçar, você fica cansado facilmente porque está fora de forma. Meia hora de exercícios físicos moderados, na maioria dos dias da semana, pode diminuir o stress, melhorar o humor e deixá-lo energizado. Não faça suas atividades muito próximo da hora de ir para cama; você pode ter dificuldade para dormir.

Hábitos alimentares

Se você não está comendo adequadamente ou não bebe líquido o suficiente, seu corpo não está tendo o combustível e os líquidos necessários. Tentar remediar isso com cafeína pode não funcionar, especialmente se você consumí-la muito tarde. A cafeína não só dificulta o sono, mas também interfere no sono profundo e você pode ficar se virando na cama durante a noite.

Certos medicamentos

Alguns medicamentos, incluindo muitos bloqueadores beta e anti-histamina, podem causar fadiga. Além disso, alguns medicamentos frios e analgésicos contêm cafeína e outros estimulantes que podem deixá-lo acordado à noite.

Copyright 2017 © Bem de Saúde - Todos os direitos reservados

As informações e sugestões contidas nesse site têm caráter meramente informativo, e não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, dentistas, nutricionistas, psicólogos e profissionais de educação física.