Cuidado com os fitoterápicos

Publicado em 28 de junho de 2007, quinta-feira.

É necessário cautela na utilização de fitoterápicos. A utilização inadequada de plantas, pode trazer uma série de efeitos colaterais. Entre os principais problemas causados pelo uso indiscriminado e prolongado dos fitoterápicos estão as reações alérgicas, os efeitos tóxicos graves em vários órgãos e mesmo o desenvolvimento de certos tipos de câncer.

Quando as pessoas compram plantas para uso medicinal não levam em consideração que algumas plantas são tóxicas e, quando ingeridas, prejudicam a saúde. Crenças populares de que as plantas não fazem mal, não é verdade como um todo. Plantas como, por exemplo, a "comigo ninguém pode" é extremamente tóxica e pode matar.

Um exemplo de fitoterápico, que se deve tomar cuidado, é a Valeriana (Valeriana Officinalis) usada no tratamento de insônia. Esse fitoterápico, ao contrário dos medicamentos convencionais, não provoca dependência nem tolerância, contudo se ingerido em excesso por um longo período pode ser tóxico para o fígado.

A automedicação, relacionada a medicamentos fitoterápicos, é um grande problema, pois ss pessoas desconhecem que a quantidade de princípios ativos contidos nas plantas pode variar de acordo com a idade da planta, a época da colheita, o tipo de solo, a parte utilizada e as condições de estocagem. Além disso, algumas plantas podem apresentar concentração elevada de metais como chumbo, zinco e alumínio, entre outros, cujos efeitos são prejudiciais à saúde.

Outro fitoterápico perigoso é o confrei, utilizado nos anos 80, por suas propriedades terapêuticas para uma série de doenças, incluindo a leucemia e até mesmo o câncer. Posteriormente, estudos toxicológicos apontaram que o confrei possui uma substância extremamente tóxica para o fígado, sendo proibido para uso interno. Externamente, o confrei apresenta excelentes propriedades cicatrizantes, e não causa problemas a saúde.

As pessoas devem evitar usar plantas sem orientação médica. É preciso ter cuidado para não se consumir um produto errado, por isso, o acompanhamento médico e a compra de um produto registrado é sempre a melhor alternativa. Outra recomendação é buscar sempre comprar um medicamento fitoterápico de um laboratório confiável, com registro na Anvisa e com padrões de qualidades exigidos pelo Ministério da Saúde.
1º Workshop Mude pela Atitude
1º Workshop Mude pela Atitude

Envie sua mensagem

Copyright 2015 © Bem de Saúde - Todos os direitos reservados

As informações e sugestões contidas nesse site têm caráter meramente informativo, e não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, dentistas, nutricionistas, psicólogos e profissionais de educação física.