O corpo feminino fala

Publicado em 13 de julho de 2007, sexta-feira.

A cura está em entender as mensagens do corpo e olhar para dentro de você mesmo Algo que os orientais sabem há milênios só recentemente a medicina ocidental reconheceu: os males que afetam o corpo também têm raízes nas emoções e no estado de espírito. Nosso corpo é formado de matéria e energia. As doenças se instalam quando o fluxo de energia está desequilibrado, e as causas são tanto externas quanto internas. Portanto, não são apenas os vírus, os maus hábitos alimentares e o abuso de álcool e fumo que prejudicam a saúde mas também a tristeza, o desânimo e a raiva. Para entender como os sentimentos negativos podem se transformar em algo tão pesado e até desencadear doenças, é possível compará-los à chuva. A princípio, há apenas uma certa umidade no ar - que corresponde, no ser humano, a sentimentos que incomodam sem que se perceba. A umidade começa a se condensar em nuvens leves - idéias, pensamentos e emoções já perceptíveis, mas ainda pouco consistentes. As nuvens se adensam até se transformar em chuva (sentimentos negativos, como ressentimentos e tensões), que cai sobre o solo - nosso corpo. Quanto mais forte a chuva, mais problemas ela é capaz de provocar.

Antes da chuva

O organismo dá sinais que evidenciam o problema antes ue ele se manifeste. Percebê-los em sempre é fácil, pois exige olhar para dentro de si. Muitas vezes, basta notar as pequenas contrariedades do dia-a-dia para descobrir o que não vai bem. Se alguém apressado bate o joelho em uma cadeira e não pára para pensar por que vive distraído a ponto de não ver onde pisa, vai se machucar o tempo todo. Se não damos atenção à dor de cabeça, ao cansaço, à irritação permanente, o problema vai sempre seguindo adiante até que, a certa altura, o corpo trava. O estado emocional fragilizado pode até abrir espaço para ataques de agentes externos, como vírus e bactérias. Veja a tuberculose, por exemplo: atualmente, apesar dos antibióticos e das vacinas, a doença, que estava controlada, volta a crescer, exatamente quando vivemos uma época de desemprego, fome e guerras. A tristeza enfraquece o pulmão, e um órgão fraco não consegue se defender.

Chave da cura

Seja qual for o problema, ele geralmente exige um mergulho em nossa sombra, no lado escuro, que nos recusamos a encarar. Se o mal-estar tem uma causa interna e profunda, o restabelecimento só virá quando a questão for resolvida. Não existe cura se não tentarmos identificar dentro de nós o que está errado e lutar para resolver o problema. Ficar doente é uma oportunidade de conhecer e encontrar nossa própria capacidade de cura.

Pele

O maior órgão do corpo humano serve como barreira aos agentes externos. Além de delimitar nosso corpo é por meio dela que fazemos contato e recebemos carinho. Problemas cutâneos são sinais de dificuldade em nos comunicar, em estabelece e respeitar limites e em se relacionar com as pessoas.

Coluna

Todo o peso do corpo - e por extensão, do mundo - é sustentado pela coluna. Se você agüenta um fardo extra, como uma responsabilidade que não deveria ser sua, é a coluna que sofre. Quando nossas crenças são abaladas, esse sistema de sustentação do corpo enfraquece. Quem anda com as costas curvadas e o rosto voltado para o chão mostra desgosto em viver e sentimento de inferioridade. Para encarar a vida de frente o olhar para cima, o primeiro passo é endireitar a coluna.

Cabeça

É o sistema central do organismo, por onde passam emoções, pensamentos e impulsos nervosos. Por isso, uma dor de cabeça pode refletir algo que esteja acontecendo em qualquer parte do corpo. Enxaquecas estão associadas à dificuldade de tomar uma decisão ou aceitar algo que incomoda. Quem pensa demais e não quer fazer algo, muitas vezes usa a dor de cabeça como desculpa.

Articulações

Movimentos difíceis ou dolorosos significam dificuldade de seguir em frente em algum ponto da vida, ou ainda, que o corpo pede descanso. Dores nas articulações são fruto de rigidez de pensamento, do bloqueio de manifestações, de choro ou raiva por exemplo, e da negação de assuntos antigos, mas que causam incômodo. Quem acorda travado, sem condição de levantar da cama, pode estar exigindo demais do corpo, que acaba providenciando o repouso forçado.

Copyright 2017 © Bem de Saúde - Todos os direitos reservados

As informações e sugestões contidas nesse site têm caráter meramente informativo, e não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, dentistas, nutricionistas, psicólogos e profissionais de educação física.