Bem-estar do homem, sinônimo de saúde

Publicado em 9 de junho de 2008, segunda-feira.

Todo homem aprende a fazer a barba meio que por instinto. Um belo dia, seu pai ou avô te dão uma gilete de presente e lá vai você com aquela lâmina, na cara e na coragem.

Arranha daqui, escama dali e no final das contas consegue eliminar aquela "fuligem" que acostumou a chamar de bigode. Alguns anos mais tarde, a pelagem fica mais cerrada e os problemas começam a surgir. A atividade aparentemente elementar passa a incluir pêlos inflamados, cortes dignos do front de guerra e inúmeros deslizes.

Você sabia que a barba de um homem adulto cresce em média um centímetro por mês?

E que, se você é daqueles que gosta de manter o rosto livre de pêlos, vai passar pelo menos três mil horas de sua vida barbeando-se?

Todo esse tempo passado em frente ao espelho certamente vai garantir uma aparência mais leve ao seu rosto.

Por outro lado, a agressão constante da lâmina de barbear pode causar alguns transtornos e comprometer a saúde de sua pele. Independente do seu estilo (sem barba, barba por fazer, barba média, longa, cavanhaque, etc.), o importante é manter uma rotina de cuidados que protejam a sua pele e evitem transtornos.

Por uma questão hormonal, a pele masculina é diferente da feminina. Possui maior secreção das glândulas sebáceas estimuladas pela testosterona, resultando em mais oleosidade à vista. Isso pode acarretar alguns problemas dermatológicos, como a predisposição à tão temida acne, por exemplo. Por outro lado, o ritmo de envelhecimento da pele do homem é mais lento que o da mulher, devido à maior quantidade de produção de fibras de colágeno (responsável pela firmeza da pele), e a epiderme mais espessa, impedindo a desidratação da pele e a perda de muitos nutrientes.

Vemos por aí dezenas e dezenas de revistas femininas com dicas de como cuidar da beleza, da saúde, da mente... E muitas vezes faltam algumas informações básicas que garantam como manter a boa aparência também do homem.

Copyright 2017 © Bem de Saúde - Todos os direitos reservados

As informações e sugestões contidas nesse site têm caráter meramente informativo, e não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, dentistas, nutricionistas, psicólogos e profissionais de educação física.