Atividade física na infância

26 de julho de 2007

Levando em consideração os altos índices de obesidade e de sedentarismo infantil que nos desaponta e já que ouvimos falar muito na frase: “As crianças são o futuro do país”, temos que nos voltar para a importância da atividade física nessa idade que é primordial para o desenvolvimento de um ser humano saudável físico e mentalmente.

Daí a indispensável importância da Educação Física Escolar, onde se tem a oportunidade de desenvolver cada criança com suas particularidades respeitando sempre seu nível de maturação psicológica e física. A criança não é uma miniatura de adulto e sua mentalidade não é só quantitativa, mas também qualitativamente diferente da do adulto, de modo que a criança não é só menor, mas também bem diferente. A prática esportiva para crianças tem o grande papel de promover o desenvolvimento motor básico, fazer com que ela se integre, descubra e discuta sobre o mundo em que vive, entenda seu corpo e seus limites; melhore sua auto-estima, sua auto-confiança, melhore sua expressividade e em termos fisiológicos reduza as condições para o desenvolvimento de doenças crônicas ligadas ao sedentarismo como a pressão alta, doenças do aparelho respiratório, entre outras.


É indispensável que cada fase seja desenvolvida, olhando a criança como um ser em nível de maturação, de descobrimento e não como um atleta profissional em que o objetivo são resultados a curto prazo. Criar oportunidades de crescimento e descoberta individual usando o esporte e a atividade física como ferramentas é o que cabe ao professor de Educação Física nas suas aulas. É muito comum vermos crianças obesas com uma alimentação totalmente imprópria e desequilibrada com uma rotina onde os computadores, o videogame, tomam o lugar do correr, saltar, brincar como era feito décadas atrás, onde ainda não tínhamos esse tipo de tecnologia. É necessário que os pais e os profissionais da Educação Física estejam atentos e preparados para agir em conformidade com as mudanças do meio, sempre fazendo com que a criança conheça os benefícios que a atividade física traz na sua vida. Benefícios esses que ajudarão a formar seu caráter e direcionar a vida de outras pessoas que interagem com eles. Por isso, estimula-las a serem fisicamente ativas é algo que não pode ser deixado de lado.

É necessário ver a prática de atividades e exercícios físicos como uma questão de saúde pública priorizando sempre a ludicidade sobre o esporte de competição, especialmente quando se tratar de crianças, pois a cobrança demasiada pode fazer com que peguem aversão à prática de atividades esportivas e físicas já que na Educação Física Escolar também se pode observar o despertar de talentos individuais. Levando em consideração que o sedentarismo afeta 70% da população brasileira, mais que a obesidade, a hipertensão, o tabagismo, o diabetes e o colesterol alto, se podem considerar que é a causa de pelo menos 54% dos riscos de morte ocorridas em nosso país.

Para mudar um sistema é necessário agir na sua base, e a base da sociedade é a família, conscientizar que saúde é o fator de maior importância dentro dela e que é preciso combater nas nossas crianças o sedentarismo para que tenhamos adultos com uma qualidade de vida melhor, pode ser um conceito ensinado em cada aula pelo professor, pois percebermos que viver mais e melhor depende exclusivamente dos nossos hábitos.

Redação Bem de Saúde

[ imprimir ] [ recomende este artigo ]