Caju

30 de junho de 2007

O Caju possui diversas propriedades terapêuticas, antidiabética, adstringente, antidiarréica, depurativa, tônica, antiasmática, anti-séptica, antiinflamatória, vitaminizante, depurativa, expectorante, vermífuga, diurética. O fruto do Caju é duro e oleaginoso, mais conhecido como castanha-de-caju, consumido assado e salgado.

Indicações terapêuticas:


Diabetes, feridas, infecção da garganta, diarréia, disenterias, baixar colesterol e triglicérides, suplemento nutritivo (regime de emagrecimento), frieiras, cansaço dos pés, eczemas, reumatismos, avitaminose C, feridas, úlceras, verrugas, calosidades.

Uso medicinal

Ao que conhecemos como fruto do caju não é fruto e sim pseudofruto, que é suculento, carnoso, perfumado e delicioso, de cor variável entre o amarelo e o vermelho, contendo a castanha de caju, o verdadeiro fruto, que é comestível e muito apreciado em diversas regiões do país. A casca da castanha é alveolada e possui óleo cáustico e viscoso. O suco feito de seu pedúnculo, puro e adoçado um saudável tônico.

Infelizmente apenas uma pequena parte da sua grande safra, é utilizada pela indústria pelo processamento do caju. O uso do fruto em estado seco pode ocasionar lesões na derme, pois é muito cáustico.

Quando as sementes são torradas perdem esta propriedade, tornado-se comestíveis, sendo um alimento saboroso, o broto de caju é usado para diminuir dores no estômago e problemas digestivos o broto deve ser fervido com broto de goiaba, embora sua eficácia e segurança ainda não tenham sido comprovadas cientificamente. O sumo das folhas novas é utilizado para combater aftas.

Redação Bem de Saúde

[ imprimir ] [ recomende este artigo ]