Como combater a gripe

25 de junho de 2007

A gripe é uma doença contagiosa resultante da infecção pelo vírus Influenza. O vírus influenza infecta o trato respiratório (nariz, seios nasais, garganta, pulmões e ouvidos).

O melhor remédio contra a gripe é a prevenção. A forma mais eficiente de prevenção da gripe é a vacinação. A vacinação contra a gripe diminui o risco de adoecimento causado pelo vírus Influenza, e em conseqüência redução de possíveis complicações bacterianas. Para um melhor efeito a vacinação deve ser repetida todos os anos.


A vacinação não fornece 100% de proteção contra a gripe, pois o vírus sofre alterações freqüentes que o transformam num organismo diferente. Pesquisas constatam que a vacina da gripe oferece uma proteção de 30% a 90% aos indivíduos vacinados.

Os antibióticos são ineficazes contra a gripe, pois se trata de uma infecção viral, contudo os antibióticos podem ser eficazes contra uma possível infecção bacteriana secundária à gripe. Analgésicos, antipiréticos, descongestionantes nasais prescritos para combater a gripe são medicamentos cuja função é apenas alívio dos sintomas. Os antitérmicos e analgésicos podem ser utilizados para controlar febre e a dor, porém são ineficientes no combate do vírus da gripe.

A neuraminidase é um medicamento que bloqueia a multiplicação dos vírus responsáveis pela gripe. Esse medicamento faz parte de um grupo chamado inibidor da gripe. Esses medicamentos conseguem suspender a proliferação do vírus controlando a doença, contundo não a extermina.

Atualmente, existem quatro drogas liberadas para o tratamento da gripe (amantadina, rimantadina, zanamivir e oseltamivir). Somente a zanamivir e oseltamivir têm ação contra os dois tipos de vírus (Influenza A e B) que causam a doença em seres humanos. Devido a gastos em pesquisas, essas drogas apresentam alto custo. Para que seja eficiente o uso dessas drogas, o tratamento deve ser precoce (até o segundo dia do início dos sintomas).

A utilização de medicamentos que contenham em sua formulação o ácido acetil-salicílico não é recomendada para crianças com gripe, pela possibilidade de Síndrome de Reye, que é rara, contudo extremamente letal.

Redação Bem de Saúde

[ imprimir ] [ recomende este artigo ]