Sintomas e prevenção da gonorréia

02 de setembro de 2009

Os sintomas da gonorréia dependem do tempo que a pessoa possui a doença, há quanto tempo ocorreu a infecção e se já teve a doença anteriormente.

Em homens, quando somente a uretra foi infectada, a gonorréia desaparecerá em média dois dias após o início do tratamento. No entanto, mesmo com o cessar dos efeitos, o tratamento não poderá ser interrompido e a medicação deverá ser tomada até o final do tempo prescrito. Se o tratamento não for concluído, a uretra poderá apresentar cicatrizes acarretando em incapacidade de urinar normalmente ou esterilidade incapacitando o home de conceber filhos.


Em mulheres, quando somente o colo do útero foi infectado, a gonorréia desaparecerá em média dois dias após o início do tratamento. No entanto, mesmo com o cessar dos sintomas, da mesma forma como no homem o tratamento deverá seguir conforme prescrito. Sem tratamento, a bactéria poderá se espalhar pelo útero, ovários e trompas de falópio, causando possivelmente esterilidade e doenças pélvicas inflamatórias (infecção nas trompas) e risco de gravidez tubária. Se a bactéria entrar na corrente sangüínea, multiplicando-se e espalhando-se, a gonorréia também poderá causar artrite, febre, meningite e até mesmo levar a morte.

Quais os cuidados que devem ser tomados?

Retorne ao médico 1 ou 2 semanas após o tratamento, para ter certeza de que a bactéria causadora da gonorréia desapareceu totalmente. Alguns cuidados são indispensáveis:

- Tome a medicação durante todo o tempo prescrito, mesmo que os sintomas tenham parado antes de ter acabado a medicação.
- Não tenha relações sexuais até que seu médico diga que não há mais evidências da doença para não contaminar seu parceiro.

Como prevenir a gonorréia

- Diga ao seu parceiro sexual que ele está exposto à gonorréia.
- Use sempre preservativos durante relação sexual, eles diminuem o risco de infecção.
- Não compartilhe toalhas ou objetos pessoais íntimos que podem conter a bactéria.

Mesmo que você não apresente sintomas, mas tenha tido alguma relação sexual sem proteção (sem uso de preservativos), procure seu médico ou clínica para checar gonorréia ou outras doenças sexualmente transmissíveis (DSTs).

Redação Bem de Saúde

[ imprimir ] [ recomende este artigo ]