Transtorno Bipolar

Publicado em 21 de agosto de 2008, quinta-feira.

O Transtorno Bipolar é uma doença caracterizada pela alternância do humor. A pessoa sofre com picos de euforia (episódios de mania) e de depressão, entremeados por períodos de normalidade.

As alterações dos estados de euforia para depressão, ou vice-versa, podem acontecer repentinamente. Sendo assim, muitos portadores não percebem essas mudanças ou consideram que as alterações do humor foram causadas por um fator momentâneo. Isso ocorre devido à perda do senso crítico e da capacidade de avaliação objetiva das situações, que ficam prejudicadas ou ausentes.

Sintomas

No Transtorno Bipolar, essas alterações são persistentes e os sintomas mais comuns são humor eufórico, irritabilidade, impaciência e exaltação, nos episódios de mania, e isolamento social, vazio, insegurança e desespero, nos episódios de depressão.

Sintomas que podem surgir num episódio de mania ou euforia

- Humor eufórico;
- Distração;
- Exaltação;
- Gastos excessivos;
- Irritabilidade, impaciência, pavio curto;
- Pensamento acelerado;
- Aumento de energia e disposição;
- Otimismo exagerado, aumento da auto-estima;
- Falta de senso crítico;
- Insônia.

Em casos mais graves podem ocorrer

- Abuso de álcool ou drogas;
- Delírios e alucinações;
- Desinibição exagerada;
- Comportamentos inadequados;
- Idéias de suicídio.

Sintomas que podem surgir num episódio de depressão

- Sentimento de medo, insegurança, desespero e vazio;
- Isolamento social e familiar;
- Apatia, desmotivação
- Desânimo, cansaço mental;
- Dificuldade de concentração, esquecimento;
- Aumento do sono;
- Alteração do apetite;
- Pessimismo. Idéias de culpa;
- Baixa auto-estima;
- Redução da libido.

Em casos mais graves podem ocorrer

- Dores e problemas físicos, como cefaléia, sintomas gastrintestinais, dores no corpo e pressão no peito;
- Idéias suicidas.

Apoio

Como isso ocorre, é importante que familiares e amigos saibam reconhecer esses sintomas para direcionais o portador do distúrbio a um tratamento apropriado. Para melhor identificação, vale ressaltar que existem evidências de que fatores genéticos podem influir no aparecimento da doença.

Tratamento

Atualmente, a combinação de medicamentos com psicoterapia é o método mais adequado para tratar o Transtorno Bipolar. Quanto mais cedo a pessoa for diagnosticada e fizer uma terapêutica adequada, melhor será a sua recuperação, manutenção e qualidade de vida. O conhecimento da doença e do processo de recuperação pelo paciente também é importante, pois assim ele aumenta as perspectivas para uma vida produtiva, com estabilidade, qualidade e felicidade.
Dra. Josiane Buratto

Dra. Josiane Buratto

A Dra. Josiane Buratto é graduada em Psicologia, com formação em Psicanálise e Pós graduada em Obesidade e Emagrecimento. Clique aqui para conhecer mais nosso(a) especialista.

Copyright 2017 © Bem de Saúde - Todos os direitos reservados

As informações e sugestões contidas nesse site têm caráter meramente informativo, e não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, dentistas, nutricionistas, psicólogos e profissionais de educação física.